sábado, 15 de maio de 2010

FUTEBOL-ARTE: OS MAIORES JOGOS DE TODOS OS TEMPOS 7

BRASIL 2 X 0 URSS - Amistoso internacional - 1976

Este até pode não ter sido um maravilhoso jogo de futebol - só me recordava dos gols que aí acima estão - mas para mim tem dois significados especiais, sendo que um deles o faz merecedor de estar aqui: o gol de Zico, que considero o mais bonito que fez com a amarelinha e que vi ao vivo ele marcar. Esta foi também a primeira partida da seleção que assisti no Maracanã, acabei descobrindo durante a pesquisa, embora já desconfiasse disso.
Mil novecentos e setenta e seis era o ano do início do trabalho para a Copa do Mundo de 1978, que começou com Osvaldo Brandão de técnico e terminou com Cláudio Coutinho. Nesta partida, Falcão, que entrou no lugar de Givanildo, do Corinthians, abriu o marcador com um gol de cabeça, mas se tinha vaga com Brandão acabou preterido pelo excelente Coutinho, que se perdeu na convocação para a Copa, deixando o craque do Inter fora para chamar o botinudo Chicão, do São Paulo.
A vitória de 2 a 0 naquele 1º de dezembro de 1976, no Rio, serviu de meia-vingança da derrota nas Olimpíadas de Montreal, em 29 de julho, pelo mesmo placar. Naquele time que fôra ao Canadá estavam dois jogadores que disputariam o Mundial da Argentina: Batista, do Inter, e Edinho, do Fluminense. Aliás, Edinho seria outro erro de Coutinho, não pela convocação, pois se tratava de um grande zagueiro, mas por ter sido "inventado" como lateral-esquerdo. Júnior, do Flamengo, que também esteve nas Olimpíadas, não estava nesse time de Brandão e tampouco no de Coutinho, que além de Edinho levou Rodrigues Neto, do Inter, para a lateral-esquerda, em 1978.
FICHA TÉCNICA
Data: 1º/12/1976
Local: Maracanã - Rio de Janeiro
Árbitro: Ramón Barreto (Uruguai)
Gols: Falcão, aos , e Zico, aos 42 do segundo tempo.
BRASIL: Leão (Palmeiras); Carlos Alberto Torres (Fluminense) depois Marinho Chagas (Botafogo), Amaral (Guarani), Beto Fuscão (Grêmio) e Marco Antônio (Vasco); Givanildo (Corinthians) depois Falcão (Inter), Rivelino (Fluminense) depois Caçapava (Inter) e Zico (Flamengo); Gil (Fluminense), Roberto Dinamite (Vasco) e Nei (Palmeiras). Técnico: Osvaldo Brandão.
URSS: Gontar; Kruglov, Oshanski, Khinchagashvili e Parov; Slobodian (Beresznoi), Machaidze e Tarkhanov; Dolmatov, Chesnokov (Kazachenok) e Petrosian. Técnico: Wladimir Nikolaiev.
Obs.: quem souber o tempo do gol do Falcão e puder me informar, agradeço e dou crédito.
Veja também:
ALEMANHA OCIDENTAL 1 X 2 BRASIL - Amistoso internacional - 1963