segunda-feira, 28 de setembro de 2009

FUTEBOL-ARTE: OS MAIORES JOGOS DE TODOS OS TEMPOS 2

HOLANDA 2 X 0 URUGUAI - COPA DO MUNDO DE 1974

Neste segundo episódio da série, apresento o início da última revolução do futebol: o Carrossel Holandês ou Futebol Total (Laranja Mecância é ótimo livro e filme, mas não se encaixa ao jogo daqueles "peladeiros" geniais de Rinus Michels). Há outros jogos exemplares da Holanda na Copa do Mundo de 1974, que acabou com a vitória na final da ótima Alemanha de Beckenbauer, Overath, Breitner e Maier - o grande responsável por segurar a vitória no segundo tempo da grande decisão - mas a estréia, contra o Uruguai, é emblemática. Aquela foi a primeira Copa do Mundo a que assisti de verdade (pela TV) e vi aquele maravilhoso jogo holandês só para reforçar a minha paixão pelo futebol-arte, viesse de que lugar do planeta fosse.

O jogo de estréia dos holandeses mostra bem (veja o vídeo abaixo) o que eles aprontariam naquele Mundial disputado na Alemanha pela primeira vez. Eles deixaram completamente tontos os respeitáveis uruguaios, que tinham Pedro Rocha como grande comandante e que haviam ficado em terceiro lugar quatro anos antes, no México. No fim, 2 a 0 foi muito pouco, como o próprio Pedro Rocha admitiu.
O creme holandês tinha ingredientes da mais alta qualidade, sendo que Johann Cruyff era o gênio a serviço do conjunto afinado graças à inteligência e o talento de seus jogadores, especialmente Krol, Neeskens, Rep e Resenbrink. A seguir, as palavras de Cruyff sobre aquele jogo (texto retirado do blog de Mauro Betting):

"Estávamos muito nervosos. Além de nunca termos atuado juntos, cinco jogadores estreavam em algumas funções. O goleiro era novo na equipe. O Haan e o Rijsbergen não haviam atuado daquela maneira. O Jansen demorou a chegar ao elenco. O Haan teve de ser zagueiro - era volante. O Jansen ocupou o lugar dele - embora atuasse na mesma posição do Neeskens O próprio Neeskens teve de se sacrificar. Eu não estava 100% fisicamente. Perdemos nosso zagueiro Hulshoff por contusão. E tudo isso junto, num só jogo, o da estreia Não sei como tudo funcionou tão bem. Não tínhamos um time antes da estreia. E quando acabou o jogo, tínhamos uma senhora equipe. Todos correram muito, se doaram bastante. Deveríamos ter feito mais gols. Mas essa é outra questão. Para mim, futebol é criar chances de gol. Fazer o gol é um tanto casual e está fora do futebol. Depende de um monte de circunstâncias: sangue-frio, casualidade, sorte, falha contrária."

Ficha técnica do jogo
HOLANDA 2 X 0 URUGUAI
Copa do Mundo de 1974
Local: Niedersachsenstadion - Hanover (Alemanha)
Público: 53.700 pagantes
Juiz: Karoly Palotai(Hungria)
Gols: Jonny Rep, aos 16 minutos do primeiro tempo e aos 41 da segunda etapa.
HOLANDA - 4-3-3 - Jongbloed (8); Suurbier (20), Haan (2), Rijsbergen (17) e Krol (12); Jansen (6), Neeskens (13) e Van Hanegen (3); Rep (16), Cruyff (14) e Rensenbrink (15). Técnico Rinus Michels.
URUGUAI - 4-3-1-2 - Mazurkiewicz (1); Forlán (4), Jáuregui (2), Masnik (3), Pavoni (6); Montero Castillo (5), Mantegazza (18) e Espárrago (8); Pedro Rocha (10); Cubilla (7) e Morena (9). Técnico Roberto Porta.
A seguir, momentos mágicos de um grande espetáculo da bola (e sem ela também, prestem atenção):

Veja também:
O Torcedor de Vídeo-Teipe
Futebol-Arte: Os Maiores Jogos de Todos os Tempos (Cruzeiro 5 x 4 Inter)
Futebol-Arte: Flamengo 6 x 0 Botafogo
Futebol-Arte: Os Maiores Jogos de Todos os Tempos (Brasil 2 x 1 Uruguai)