sábado, 26 de novembro de 2016

POESIAS CANTADAS 4: SALVAÇÃO E PERDIÇÃO

Sem muito papo desta vez, pois já me expliquei demais. Aí vai mais uma poesia cantada em ritmo blues.



SALVAÇÃO E PERDIÇÃO
(Eduardo Lamas)

Nesta noite eu choro
Não posso salvar
uma alma perdida de si
só tenho potência pra me salvar
das minhas mediocridades, limitações
e desejos de salvação

Vejo no olhar baço, fugidio,
a desesperança, a auto-vingança
E tudo que faço é buscar
ora em vão, outras não,
aquilo que me amansa

Nada, nada, nada
que me faça perder
de vista
a longa e sinuosa estrada
me fará parar agora

Porém é preciso seguir com
o olhar generoso e atento
pra não despencar do penhasco
que sempre aparece
depois de uma curva fácil.

Veja também:
O caminhante